Origem do Homem
 Evolução Humana
 Tempo Histórico
 Períodos da História
 Grandes Civilizações
 Descobrimento do Brasil
 Território Brasileiro
 Três Poderes
 Guerra do Paraguai
 Guerra Fria
 Primeira Guerra Mundial
 Segunda Guerra Mundial
 Revolução Russa
 Guerra dos Canudos
 Revolução Farroupilha
 Inconfidência Mineira
 Laifis de História
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line
 Jogos On-line

 Área dos Professores
 Atualidades
 Profissão Historiador
 Dicionário de História
 História Ilustrada
 Personalidades Históricas
 Resumos

 Curiosidades
 Lendas & Mitos
 Links Úteis
 Datas Comemorativas
 Efemérides
 Hoje na História
 Indicação de Livros
 Indicações de Filmes
 Vídeos
 Textos dos usuários
 Hinos
 Mapas Históricos
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Eurico Gaspar Dutra


Militar e político mato-grossense (1883-1974). Presidente da República de 1946 a 1951.

 

Eurico Gaspar Dutra (18/5/1883-11/6/1974) nasce em Cuiabá, filho de José Florêncio Dutra, comerciante modesto e ex-combatente na Guerra do Paraguai. Tem o ano de nascimento alterado para 1885 pelo pai, depois ser reprovado no exame médico para servir ao Exército em Cuiabá. Com uma certidão falsa, consegue ingressar na Escola Militar do Brasil, em Corumbá, em 1902. A partir de então, todos os seus documentos ficam alterados. Desliga-se da carreira militar em 1908, ao apoiar a Revolta da Vacina, mas volta ao Exército após sua anistia. Chega a general em 1932 e chefia um destacamento que combate a Revolução Constitucionalista de São Paulo. No ano seguinte comanda a repressão à Intentona Comunista. Em 1934 é nomeado ministro da Guerra e, em 1937, garante o apoio das Forças Armadas ao golpe de Getúlio Vargas que instaura o Estado Novo. Em 1945 elege-se presidente com o auxílio de Vargas e do Partido Social Democrático (PSD). Seu governo promove a abertura democrática, mas mantém restrições aos direitos dos trabalhadores e coloca o Partido Comunista Brasileiro (PCB) na ilegalidade. Deixa a Presidência em 1951 e, três anos depois, participa da conspiração que derruba o governo democrático de Vargas. Em 1964 apóia o golpe militar que depõe o presidente João Goulart e mantém expectativas de voltar à Presidência. Morre no Rio de Janeiro.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2009-2017 Só História. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.