Origem do Homem
 Evolução Humana
 Tempo Histórico
 Períodos da História
 Grandes Civilizações
 Descobrimento do Brasil
 Território Brasileiro
 Três Poderes
 Guerra do Paraguai
 Guerra Fria
 Primeira Guerra Mundial
 Segunda Guerra Mundial
 Revolução Russa
 Guerra dos Canudos
 Revolução Farroupilha
 Inconfidência Mineira
 Laifis de História
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line
 Jogos On-line

 Área dos Professores
 Atualidades
 Profissão Historiador
 Dicionário de História
 História Ilustrada
 Personalidades Históricas
 Resumos

 Curiosidades
 Lendas & Mitos
 Links Úteis
 Datas Comemorativas
 Efemérides
 Hoje na História
 Indicação de Livros
 Indicações de Filmes
 Vídeos
 Textos dos usuários
 Hinos
 Mapas Históricos
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Henrique VIII


Monarca inglês (1491-1547). Desafiou a autoridade do papa e acabou fundando a Igreja Anglicana na Inglaterra.

 

O mais famoso rei inglês desde Guilherme, o Conquistador, e provavelmente também o mais controverso, Henrique VIII nasceu em Greenwich e era o segundo filho de Henrique VII (1457-1509), primeiro monarca inglês da casa dos Tudor. Henrique chegou ao poder numa época de grandes conflitos entre Inglaterra e França. Mas, mesmo assim, foi capaz de selar a paz entre as duas nações, conseguindo até mesmo que sua irmã se casasse com o rei francês Luis XII (1462-1515). Henrique VIII assumiu o trono inglês em 1509 e, no mesmo ano, casou-se com Catarina de Aragão (1485-1536), viúva de seu irmão Arthur.


Depois de vinte anos de casamento sem ter conseguido um herdeiro masculino, Henrique quis encerrar sua união com Catarina. O que não foi permitido pelo papa Clemente VII (1478-1534), pois a Igreja Católica não aceitava o divórcio. Em 1533,


Thomas Cranmer (1489-1556), um amigo de Henrique, tornou-se arcebispo da Cantuária, o mais alto cargo eclesiástico da Inglaterra. Assim, os dois amigos fizeram um acordo para anular o casamento de Henrique, fazendo o Parlamento declarar que o Direito Divino dos Reis substituíra a autoridade da Igreja. Naquele mesmo ano, Cranmer e Henrique retiraram a ala inglesa do Catolicismo e criaram a Igreja Anglicana.


Depois de o casamento de Henrique com Catarina de Aragão ser anulado, ele prontamente se uniu a Ana Bolena (1507-1536). Na verdade, os dois já tinham um relacionamento às escondidas, mas ela queria um casamento legalizado. Durante três anos, Ana Bolena permaneceu como rainha da Inglaterra e nesse período eles tiveram um filha, Elizabeth I (1533-1603), que, mais tarde, se tornaria uma das monarcas mais importantes da Inglaterra. Quando Henrique se cansou de Ana, ele a acusou de adultério e a decapitou em 19 de maio de 1536. Ele casou-se então com Jane Seymour (1509-1537), que morreu pouco depois do nascimento de seu filho, Eduardo VI (1537-1553).


Três anos depois, em 1540, para criar uma aliança política com os príncipes protestantes do norte da Alemanha, Henrique casou-se com Anne de Clèves (1515-1557). Mas a união durou menos de um ano. Henrique VIII escolheu então Catherine Howard (1521-1542), filha do duque de Norfolk. Mas, como já havia ocorrido com Ana Bolena, Catherine também foi decapitada por sua suposta "imoralidade". A sexta e última esposa de Henrique foi Catherine Parr (1512-1548), filha de um nobre chamado Thomas Parr. Protestante leal, ela havia apoiado totalmente o então polêmico rompimento de Henrique com a Igreja Católica. Catherine viveu ainda cinco anos após a morte de Henrique.


Deixando de lado sua inclinação por se desfazer de esposas indesejáveis, Henrique marcou sua biografia por ter criado a Igreja Anglicana, a segunda maior fé protestante depois do Luteranismo, fundado por Martinho Lutero. Outro ponto importante foi ter incorporado o País de Gales ao reino britânico e dar-lhe representação no Parlamento inglês.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2009-2017 Só História. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.