Origem do Homem
 Evolução Humana
 Tempo Histórico
 Períodos da História
 Grandes Civilizações
 Descobrimento do Brasil
 Território Brasileiro
 Três Poderes
 Guerra do Paraguai
 Guerra Fria
 Primeira Guerra Mundial
 Segunda Guerra Mundial
 Revolução Russa
 Guerra dos Canudos
 Revolução Farroupilha
 Inconfidência Mineira
 Laifis de História
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line
 Jogos On-line

 Área dos Professores
 Atualidades
 Profissão Historiador
 Dicionário de História
 História Ilustrada
 Personalidades Históricas
 Resumos

 Curiosidades
 Lendas & Mitos
 Links Úteis
 Datas Comemorativas
 Efemérides
 Hoje na História
 Indicação de Livros
 Indicações de Filmes
 Vídeos
 Textos dos usuários
 Hinos
 Mapas Históricos
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Marco Polo

 

Mercador e viajante italiano (1254-8/1/1324). Nasce em Curzola, na Dalmácia (atual Croácia), na época província veneziana. Aos 17 anos, acompanha o pai e o tio, ambos mercadores, numa viagem ao Extremo Oriente. Passa pela Turquia, atravessa o golfo da Pérsia, o Afeganistão (onde fica um ano, curando-se de malária) e o Paquistão, até chegar à capital do Império Mongol, em 1275.


Permanece na China 17 anos, exercendo funções administrativas e diplomáticas na corte do soberano Kublai Khan, neto de Gengis Khan. O pai e o tio provavelmente desempenham funções técnicas, talvez de aconselhamento militar. Em 1295, os Polo se oferecem para acompanhar uma princesa mongol até a Pérsia, e então voltam a Veneza, com riquezas e especiarias.


Três anos depois, Marco Pólo é feito prisioneiro em uma batalha entre venezianos e genoveses, tradicionais rivais. Na prisão, em Gênova, narra as aventuras no Oriente ao escritor toscano Rustichello, que redige o Livro das Maravilhas - A Descrição do Mundo. Marco Pólo torna-se famoso. Ao sair da prisão, volta para Veneza, onde fica até a morte. No decorrer dos séculos, o Livro das Maravilhas transforma-se num clássico traduzido para inúmeras línguas.


As informações geográficas nele contidas são utilizadas durante a era das viagens marítimas nos séculos XV e XVI. Em 1996, a sinóloga britânica Frances Wood lança um livro que discute a hipótese de que Pólo jamais tenha chegado à China.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2009-2017 Só História. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.