Origem do Homem
 Evolução Humana
 Tempo Histórico
 Períodos da História
 Grandes Civilizações
 Descobrimento do Brasil
 Território Brasileiro
 Três Poderes
 Guerra do Paraguai
 Guerra Fria
 Primeira Guerra Mundial
 Segunda Guerra Mundial
 Revolução Russa
 Guerra dos Canudos
 Revolução Farroupilha
 Inconfidência Mineira
 Laifis de História
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line
 Jogos On-line

 Área dos Professores
 Atualidades
 Profissão Historiador
 Dicionário de História
 História Ilustrada
 Personalidades Históricas
 Resumos

 Curiosidades
 Lendas & Mitos
 Links Úteis
 Datas Comemorativas
 Efemérides
 Hoje na História
 Indicação de Livros
 Indicações de Filmes
 Vídeos
 Textos dos usuários
 Hinos
 Mapas Históricos
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Dom Pedro I


Primeiro imperador do Brasil (1798-1834). Proclama a independência do país em relação a Portugal e outorga a primeira Constituição brasileira.

 

Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon (12/10/1798-24/9/1834) nasce no Palácio de Queluz, nos arredores de Lisboa. Filho do rei de Portugal dom João VI e da infanta Carlota Joaquina de Bourbon, torna-se príncipe herdeiro com a morte do irmão mais velho, Antônio, em 1801. Chega ao Brasil em 1808 com a família real, em fuga do cerco das tropas de Napoleão a seu país. Fica no Brasil como príncipe regente quando dom João VI retorna a Portugal em 1821. O Parlamento português exige a sua volta a Lisboa, em 1822, mas ele decide permanecer no país e, no dia 7 de setembro do mesmo ano, proclama a independência brasileira da corte portuguesa. É coroado imperador do Brasil três meses depois, em janeiro de 1823. Outorga a primeira Constituição do pais em 1824, mas, por governar de forma autoritária, sem levar em conta o Parlamento, perde popularidade nos anos seguintes. Diante do desgaste político, em 1831 resolve abdicar em favor do filho, dom Pedro II, e voltar a Portugal, onde assume a Coroa portuguesa como dom Pedro IV. Morre no Palácio de Queluz, no mesmo quarto em que nasceu. Em 1972, no 150º aniversário da independência brasileira, seus restos mortais são trazidos para a cripta do Monumento do Ipiranga, em São Paulo.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2009-2017 Só História. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.